- 2011 - 2012

- 2011 - 2012

 

Sexta, 28 de Dezembro de 2012 

B O A S    E N T R A D A S   2013

A Consoada, Festa da Família, celebrou-se na Paz do Senhor, comemorando-se o Nascimento do Menino, o anúncio da Ressurreição, do Amor pelo próximo, da compreensão entre os Homens sem discriminações…

Assim devia ser… sempre.

Agora o anúncio do NOVO ANO, que se deseja promissor, à medida dos nossos desejos e que será, face ao momento, de esperança, de reflexão e, de conjugação mutua de esforços e, na participação na recuperação económica e do desequilíbrio financeiro que tardam, e, se mantêm irrecuperáveis, sem solução aparente…

Confiemos e contribuamos… A união faz a força… todos e cada um, conseguiremos ultrapassar o “momento” que a todos afecta…

Um por “TODOS”  e  “TODOS “  por um …

AOS GABELENSES     

Dezembro de  2012-12-28

A Direcção

 

Quarta, 19 de Dezembro de 2012

GABELENSES:

            Estou no limite das capacidades…

A idade não perdoa e os males que com ela advêm, perturbam o espírito de iniciativa, e negativamente, o cumprimento das minhas obrigações, o que acontece, aliás, neste momento que pretendia enviar, em tempo a “mensagem”, pela época festiva que se aproxima, adiada vária vezes…

            É o momento ideal e oportuno, para endossar aos jovens a dinamização e inovação das actividades da nossa Associação o que acontecerá, como foi divulgado no próximo Encontro, com a realização da reunião da Assembleia Geral, para votação e aprovação da lista dos novos Corpos Directivos…

            A proximidade das festividades que se avizinham, associam-nos ao espirito de solidariedade…

Saudemos a reunião das Famílias para as comemorações, com os votos de um NATAL, na Paz e Bênção do Senhor e que o NOVO ANO, seja de afirmação na recuperação e realização dos anseios de cada um…

 

                        Confiemos em nós… A união faz a força…

 

                                                           A Direcção

 

Terça, 18 de Setembro de 2012

 

GABELENSES:

                        Reporto-me à reunião que foi convocada e se concretizou, no passado dia 09, cuja finalidade foi a abordagem do “impasse” em que se encontram as actividades da nossa Associação, que se reflectem nas ausências que, ultimamente, se têm verificado, de que o último encontro foi o prenúncio dessa realidade, e que originou a convocação da reunião levada a efeito, com a presença dos patrocinadores, Acácio, Fernando V. Santos, Elísio, Óscar, Rui Rocha Cecilio em que, também participei, bem como as colaboradoras, Belinha e Tereza e, ainda o Manuel R. Cecílio, que acompanhou o irmão Rui, dando seu contributo com opiniões que foram do agrado dos presentes...

                        A reunião teve lugar num restaurante em Anadia, num privado cedido que coincidiu, em continuidade, com a refeição, prolongando-se até final da tarde, de que resultou a publicação da acta, já distribuída, online, que é do conhecimento geral.

                        Agendaram-se iniciativas, que culminarão numa reunião da Assembleia Geral, a marcar, onde serão abordadas e postas à consideração dos sócios presentes para discussão e aprovação e, no final, com a votação e eleição dos novos corpos directivos.

                        O momento é decisivo, as intenções louváveis e as perspectivas de mudança essenciais que, dependem da presença, comparticipação e colaboração dos gabelenses, a quem apelo por apoio e ajuda.

                        Louvo a ideia e confiante no sucesso pelo futuro e continuidade da nossa Associação….

                                               Em: 17 de Setembro de 2012.

                                               Silva Carvalho  -  Presidente.

 

Sábado, 11 de Agosto de 2012

GABELENSES:

Aos 09 de Agosto de 2012.

Razão da minha interferência: o telefonema de 05 de Julho de 2012, às 11H30

Telemóvel: 917 305 386. …

Estamos activos, embora um pouco descontrolados … com iniciativas de boa vontade para não perdermos o ideal da convivência em que acreditamos … “responsabilidade”

“liberdade” …  lembram-se … acho que sim … não tenho dúvidas …

Mantém-se o espírito de solidariedade que desde o início da descolonização, após o “25 de Abril”, originou o êxodo das populações que se fixaram no continente …

De Angola, distrito do Cuanza-Sul, concelho do Amboim, Gabela desde o início e, em cada ano, sucederam-se os encontros, elo de ligação, num sentimento solidário, que se manteve até hoje, de que a instituição “Os Gabelenses”, Associação dos Naturais, ex-Residentes e Amigos da Gabela, institucionalizada, é a sua representação

Várias foram as condições adoptadas ao longo dos anos, para manter o “elo de ligação”, com iniciativas de encontros patrocinadas pela nossa Associação que, com o decorrer dos tempos, foi perdendo a afluência de presenças … aos encontros.

Decidiu-se alterar as normas de contacto que se faziam através da revista O Gabelense, de edição semestral distribuída aos associados.

Cientes da evolução ligadas às novas tecnologias e, com a intenção de cativar as novas gerações, optamos pela criação do “site” on line do jornal O Gabelense, disponível em www.gabela.no.comunidades.net, para futuros contactos dos nossos associados.

 

A realidade actual é bem diferente, carecendo de remodelação directiva, com a integração de elementos com espírito participativo e empreendedor, já contactados e convidados a estarem presentes na reunião da assembleia a realizar em 09 de Setembro próximo.

Das resoluções, decisões e iniciativas tomadas, serão dadas a conhecer a todos associa-dos que poderão dar o seu parecer.

Agradeço a atenção de todos, bem como a colaboração.

                                                           Silva Carvalho

                                                            Presidente.-

 

 

Terça-feira, 26 de Junho de 2012

 

REFLECÇÃO…

Ainda antes do encontro no dia 24, deu-me para reflectir … cismando …

Liberto dos males físico e psicológico, que me deram tréguas, associei as circunstâncias e dúvidas ao momento da realização que se perspectivava…

A chamada do Rui, uns dias antes; depois o Fernando e também do Acácio,

também uns dias antes de 24, dando conta da organização e preparação do “ Encontro” em Mogofores…

Estranhei o “silêncio” de há muito, do Luís Fernandes…

Embora não consultando regularmente o “site” do Jornal, on line, do O Gabelense, estou ao corrente da aderência que aumenta, em especial pela comparticipação invulgar, por parte dos jovens  que, como tenho afirmado, serão os continuadores, apostando nas novas tecnologias de que são detentores em uso normal, em diálogo constante, que lideram com facilidade e competência acrescentada…

Confiante, seguro e sem ressentimentos há que apoiar a mudança, cabendo aos jovens dinamizá-la, pondo-a à disposição generalizada…

Na expectativa, cabe-me aguardar os resultados…

É o início de uma nova “etapa” da funcionalidade da nossa Associação, actualizada com o recurso às novas tecnologias, que devemos transmitir aos jovens que as conhecem e lideram com competência, no seu dia a dia…

Sugiro que aguardemos os resultados, que estou certo serão do agrado de todos os gabelenses e terão o empenhamento dos actuais dirigentes, na transmissão e colaboração da sua experiência-

Pela continuidade.

Silva Carvalho

 

Nota:

Os filhos serão, por inerência, pela continuidade, assim os pais os aconselhem…

 

Em 21 de Junho de 2012

Aos Gabelenses

Aproxima-se o dia do nosso encontro…

Espero que se realize, sob a égide dos jovens dirigentes que se têm empenhado na divulgação de acontecimentos através do nosso jornal online que tem tido uma aderência com trocas de mensagens de todo o mundo de onde chegam,”ondas” de solidariedade.

Encontro-me de férias recuperando de contrariedades com a saúde que me afectaram imenso…

Embora convalescente e com melhoras significativas, mantenho sempre eminente o elo de ligação que a nossa Associação OS GABELENSES representa para todos “NÓS, EM ESPECIAL, O DIA DO NOSSO ENCONTRO!...”!

Que seja como os anteriores, animado e afectuoso é a minha mensagem!

Um forte abraço

Silva Carvalho

 

14 de Maio de 2011

Aos Gabelenses:

Na continuidade…A chegar ao fim…

Em 14 de Maio de 2012. 

                        Sem desânimo, pelo contrário, com desejo na continuidade resta-me, não olvidando o que foi o nosso percurso, após a descolonização, transmitir às novas e vindouras gerações, particularmente aos que me acompanharam, cá e lá, refiro-me a Angola e Portugal, que mantenham activa a nossa associação “OS GABELENSES”, Associação dos Naturais, ex Residentes e Amigos da Gabela..

                        Foi ao longo dos anos o elo de ligação, reencontro, de rever amigos e, sem “saudosismos”, conviver, saber de “NÓS”, das experiências vividas, dos sucessos e das decepções de uma reintegração, que foram bastantes...

                        Anos volvidos e, já sem o Império, mantemo-nos na expectativa, quanto ao futuro da economia numa Europa, integrados na “UN“, considerados “periféricos” e mantendo-nos de apoios, financeiramente arruinados e na bancarrota…

                        A actual situação do nosso País é de dependência, cabendo-nos manter as instituições de solidariedade, revitalizá-las, inovando, mantendo o espírito agregador, que justificou a aparição associativa de “OS GABELENSES“…

                        Deverá ser renovada, adaptada às circunstâncias actuais, às novas tecnologias, preparando-a para participar na unidade nacional, na manutenção da nossa cidadania e do orgulho de ser português…

                       É evidente que cabe às “novas gerações” dar o exemplo e, através do nosso wesite online do Jornal “O Gabelense” disponível em www.gabela.no.comunidades.net., como meio de comunicação, trocar opiniões, incentivando novas ideias e, adaptando todos os recursos que nos mantiveram unidos, disponíveis e solidários, para comparticipar na recuperação e consolidação da nossa unidade nacional…

                        Mantenhamos a nossa Associação “OS GABELENSES”, tornando-a útil, comparticipativa, preparada para enfrentar os desafios que, o momento actual nos reserva, num futuro em que todos nos temos de empenhar num esforço conjunto sem discriminações e ideologias que não sejam as da recuperação da legitimidade de Nação economicamente independente integrada na UN…

                        Somos portugueses, primeiros na Europa a contribuir para a divulgação de Novos Mundos, suas culturas, ciências e tecnologias (hábitos) que muito contribuíram para o expansionismo europeu…

                        Temos valor e muita experiência, para nos afirmarmos e comparticipar na renovação. Sem discriminação, mas unidos, assumiremos a nossa parte. Não se excluam                                                                                                                              

                                                           A  Direcção

 

14 de Dezembro de 2011 

Gabelenses

No período em que se avizinha a quadra festiva, aproximamo-nos da família no aconchego dos lares aquecidos nas noites frias onde, em paz e harmonia se festeja o Natal e o Ano Novo, que sempre se deseja próspero!

A entrada em 2012, que rapidamente se aproxima, estará provavelmente a provocar em todos nós alguma ansiedade e apreensão que nos faz temer o pior! Penso que nos será exigido algum (muito) sacrifício e contenção. Não será fácil e como sempre alguns serão mais atingidos do que outros! Não nos cabe aqui questionar o que é ou não justo e tão pouco arranjar presumíveis culpados! Mas nós, os que já fomos rotulados de “retornados” já passamos por situações bem graves, que ninguém esqueceu e que nos fortaleceram o espírito ao vencer obstáculos que à partida pareciam intransponíveis. Fomos fortes e corajosos uma vez e sem dúvida o seremos novamente, se tal nos for necessário! Vamos então enfrentar este novo desafio com a firmeza e força anímica de que sempre nos orgulhamos e entrar em 2012 com serenidade, solidariedade e compreensão!

Um Natal Feliz e em paz e que o Ano Novo seja de plena conciliação para a efectiva recuperação do nosso país, é o que nos ocorre desejar!

Da vossa Associação – A direcção:

 

Quinta. 23/06/11 

GABELENSES: 

          Haverá, no próximo Domingo dia 26, último de Junho, no Parque de Merendas de Mogofores, Anadia, o nosso encontro, como acontece há anos..

        Desta vez distraí-me, mas os jovens da Direcção, surpreenderam-me e trataram de tudo, conscientes das suas obrigações e pelo orgulho de serem Gabelenses.

         Espanto, surpresa, mas acima de tudo confiança pelos meus colegas, numa continuidade de dedicação à sua terra, Gabela! Hoje chefes de família, alguns já avôs, não esquecem as suas origens, onde se fizeram Homens...

O meu reconhecimento.

Obrigado.

Silva Carvalho.

 

Lisboa, 10 de Junho de 2011

Gabelenses:

No próximo dia 26, realizar-se-á o encontro anual dos Gabelenses, como vem sendo hábito, há anos, no Parque de Merendas de Mogofores, Anadia, cuja organização tem estado a cargo da nossa Associação – Naturais, ex - Residentes e Amigos da Gabela, única oportunidade de nos reunirmos, confraternizar, um elo de ligação que, cada vez mais tem registado menos afluência porque, os mais velhos rareiam e, a idade não se compadece, dificultando deslocações …

Os mais novos navegam na internet e o seu entusiasmo vai mais para as oportunidades que lhe são proporcionadas pelos “ blogs”, uma linguagem que não se coaduna com “saudosismos”, virtual e de resultados imediatos…

Confirma-se aliás essa atitude, pelo desinteresse em colaborar no site do nosso jornal, cujo apelo fizemos da sua participação. O passado nada lhes diz, vivem o presente, em cada momento… e, as suas preocupações viram-se para o futuro…

A situação actual de confrontos e de economia débil, desmotiva acções de solidariedade e as confraternizações. Vive-se na expectativa de mudança…

O momento é de indecisão, ansiedade e de desmotivação.

Aguardemos o próximo encontro, no dia 26, último domingo do mês, para decidirmos os procedimentos da continuidade da nossa Associação.

                                                           Pela Direcção Silva Carvalho

 

 

 Lisboa, 20 de Maio de 2011

RECONHECIMENTO:

            Foi com imenso orgulho que tomei conhecimento, ao ler o site dos Gabelenses, das referências elogiosas que me foram dirigidas. Comoveu-me ser lembrado desta forma ao fim de tantos anos… Quem não gosta…

            Devolvo, como sempre tenho afirmado e insisto, uma grande parte dos elogios, aos jovens que me apoiaram, uma geração de luxo, que em muito valorizou as iniciativas consumadas após a criação da Escola Técnica da Gabela que, de inicio funcionou com sete alunos, em instalações de uma Escola de Artes e Ofícios, meia abandonada, remodelada, em que estes alunos ansiosos de se firmarem na elaboração das estruturas sociais da sua terra, para que não fosse esquecida como acontecia a  todas as terras do interior … Refiro-me às actividades extra-escolares que se desenvolveram, envolvendo-se em competições a nível local, distrital, provincial e nacional, com êxitos assinaláveis, que promoveram a cidade da Gabela ao nível das cidades mais evoluídas da sociedade civil.

            Este foi o contributo dos jovens «desenrascados», que tive a honra de acompanhar no seu sucesso, por iniciativas em conjunto, compartilhando ideias de inovação. Para eles, portanto a partilha do êxito em que “todos” participamos, sem obrigações, de livre vontade, no ensejo de acompanhar o imparável desenvolvimento, da ex-colónia que, hoje, continua a ser a esperança de afirmação do País com mais desenvolvimento no contexto africano, onde ficaram as estruturas que o entusiasmo e dedicação dos jovens preconizaram sem distinções e/ou restrições

            Sem individualizar o meu reconhecimento e a partilha deste sentimento aos que me apoiaram, numa iniciativa de equipa onde todos demos o melhor. Gostaria de agradecer especialmente as palavras carinhosas que me foram dirigidas pela Conceição Sabugueiro e pelo Luís Fernandes

A todos o meu obrigado

Silva Carvalho 

 

 

Lisboa, 1 de Maio de 2011

GABELENSES

             Num período de desacerto completo no Portugal de todos (no Puto), aproveito um momento de melhor disposição, embora pouco inspirado, para “bater um papo”, que há muito não tenho convosco, desde que substituímos a nossa revista O GABELENSE, pelo jornal online, com o intuito de cativar novos colaboradores, mais jovens que navegam na internet, como meio de comunicação que, muito desejo se tenham deparado com o site: www.gabela.no.comunidades.net adaptados às novas tecnologias, mais eficientes, de resultados imediatos, em busca dos mais novos que utilizam, no quotidiano, em todos os seus afazeres, contactos, como forma de comunicação – de envio e resposta imediatas – conversas informais, trocando ideias que, a falta de tempo, actualmente, consome grande parte da nossa vivência, sem espaço á convivência…

            Espero que com o entusiasmo e irreverência dos nossos jovens a ideia frutifique e possamos dar continuidade à nossa Associação como elo de ligação dos Gabelenses radicados no nosso espaço nacional, não só no continente, mas também nas Ilhas, bem como no estrangeiro.

            Acredito na capacidade e competência dos jovens, no seu entusiasmo e inegável poder de participação com novas ideias contribuindo para continuidade… Será um factor primordial para que a nossa Associação sobreviva.

Uma esperança actual, ideias actualizadas, uma atitude renovada é que espero do empenhamento de todos, para o relançamento da nossa Associação.

            O meu regozijo à forma como o Luís Fernandes implementou com eficiência o nosso site, de que assumiu a promoção, regularidade funcional e assiduidade na sua divulgação, apoiado num arquivo promocional de actividades antes realizadas convenientemente documentadas.

            Sem a sua determinação, empenhamento e apoio inovado digno de um profissional seria impossível manter a continuidade.

            Espero ter sensibilizado interessados, colaboradores participantes, potenciais participantes que alimentem e divulguem o nosso site.

            Um agradecimento aos que já contribuem e para os que decidirem contribuir na convicção que manteremos a continuidade da nossa Associação e ideais de solidariedade dos Gabelenses, recordando para viver…

                                         Pela Direcção, Silva Carvalho.

 

 01 de Março de 2011

Gabelenses:

Envidarei esforços para manter a continuidade da actividade da nossa Associação de que me preocupa o impasse em que se encontra, de um desinteresse silencioso, activando o site do Jornal on line que substituíu a nossa revista o O GABELENSE, com o intuito de cativar jovens aderentes que comparticipem na sua divulgação entre os gabelenses, com ideias renovadas ligadas às novas tecnologias e, cujas sugestões suscitassem o interêsse da maioria .

É um apelo aos gabelenses que, dirigido aos jovens, suscite o seu empenhamento, com uma intervenção efectiva para que, com o seu apoio revitalize a manutenção de uma continuidade renovada.

Dirijo-me aos associados em geral, sugerindo a sua intervenção mas, com um desafio especial à camada mais jovem para que a nossa Associação se mantenha, para sempre, como único elo de ligação dos gabelenses.

Todos não seremos demais ... Sejam pela continuidade ... e, não pela exclusão ...

ACREDITAR E RENOVAR, SERÁ A PALAVRA DE ORDEM..

Muito obrigado.

Pela Direcção – Silva Carvalho